Remix

Memória Clipe – Bruno Gouveia comenta os clipes do Biquini Cavadão

O Biquini Cavadão é uma das poucas bandas do rock brasileiro dos anos 80 que continua com a formação original e que, desde então, estrelou inúmeros videoclipes. A banda foi criada em 1985, no Rio de Janeiro, por Bruno Gouveia, Miguel Flores e Álvaro "Birita" Lopes. Depois se juntaram a eles o guitarrista Carlos Coelho. Desde então, emplacaram dezenas de sucessos como "Timidez", "Tédio", "No Mundo da Lua", "Zé Ninguém" e "Vento Ventania", entre outros. O décimo álbum, "Roda Gigante", será lançado em 2012.

"Tão logo começamos, tentamos realizar nossos clipes e garanti-los por contrato com as gravadoras como forma de divulgação. Para nós, eles eram a forma de muitos verem nossa imagem, nossa performance, nossa personalidade. Não existia internet, quanto mais Youtube, para que as pessoas pudessem ter uma noção de quem éramos nós. Se não nos visse ao vivo, a solução seria através da TV em programas como Chacrinha ou através dos videoclipes mesmo", conta Bruno.

A respeito da relação da banda com os diretores de videoclipes, Bruno deixa claro: "Atualmente, cada videoclipe é muito analisado por nós antes de ser feito. Trocamos ideias com o diretor sobre o roteiro, avaliamos se nossa ideia é financeiramente viável, tudo passa por nossa mão. No passado, foi diferente. Chegamos a gravar sem ter ideia de como sairíamos! O sonho de qualquer um era ter o seu clipe exibido no 'Fantástico', e o Biquini teve dois — 'Múmias' e 'No Mundo da Lua'.".

Conheça a seguir 10 videoclipes do Biquini Cavadão comentados pelo próprio Bruno Gouveia.

Tédio. Direção: Billy Bond. 1985

O primeiro a gente não se esquece. O detalhe é que a locação escolhida foi um galpão em São Cristóvão que seria usado para gravação de um comercial de jeans com a participação do Roupa Nova. E o Billy Bond nem quis saber! Gravamos ali mesmo. Só soubemos da apropriação do cenário deles muito tempo depois :).

     

Múmias. Direção: Billy Bond. 1985

Billy Bond teve o mérito de ter um programa só de clipes, e a chance de gravar com muitos artistas como nós. Eu gosto desse clipe e de 'Tédio', embora sejam crus e ingênuos. E talvez nisto esteja o melhor de algo que foi gravado com uma ideia na cabeça e uma câmera à mão.

   

Zé Ninguém. Direção: Eder Santos. 1991

Ele concorreu ao melhor clipe do primeiro ano do VMB, mas quem ganhou foi o Nenhum de Nós, com "Ao Meu Redor" . Foi um clipe bancado pela gravadora, mas dirigido por Eder Santos e com a produção fundamental de Maria da Salete Fernandes, mãe do Sheik e conhecida produtora de cinema. Ela é quem viabilizou tudo para que déssemos um salto enorme, gravando em película e tornando possível fazermos muito com a parca verba disponibilizada pela gravadora na época. O resultado foi a execução maciça na MTV e a indicação para o prêmio.

Cai Água, Cai Barraco. Direção: Sergio Nedal e André Andrade. 1992

Poucos recursos, muita inventividade. Lama e carvão. E a ótima direção de Sergio Nedal e André Andrade.

Janaína. Direção: Mini Kerti. 1998

Numa época em que vários clipes apostavam em mulheres nuas e sensuais, chamamos a diretora Mini Kerti e buscamos fazer um clipe delicadamente feminino. Efeitos de stop motion, Iris Bustamante fazendo várias personagens de uma mesma Janaína e eu aprendendo a cantar a música de trás pra frente para fazer tomadas em reverso (que não entraram no clipe, mas me ensinaram a cantar de modo bem esquisito).

Escuta Aqui. Direção: Vitor Lopes e Vicente Amorim. 2000

Vitor Lopes e Vicente Amorim juntos num clipe que se baseou na ideia de tornar viva a capa do CD "Escuta Aqui", em que aparecíamos num carro vermelho da década de 60. Rodado na Rio-Teresópolis.

Múmias. Direção: Alex Miranda. 2001

A versão póstuma desta regravação de 1991 foi lançada em setembro de 2001. Coincidiu com todo o clima pós 11 de setembro por pura coincidência. Se foi relativamente fácil incluir por intermédio dos computadores a voz de Renato Russo para esta nova versão, o mesmo não posso dizer quanto ao clipe. O que colocar na imagem quando a voz de Renato aparecesse? Até num sósia foi pensado, mas a sensibilidade da câmera e do diretor falou mais alto e um microfone abandonado em close traduziu o vazio que ficou.

Toda Forma de Poder. Direção: Carlos Coelho. 2002

Primeiro clipe dirigido pelo nosso guitarrista Carlos Coelho. Gravamos as cenas em close num show em Nova Iguaçu e fomos para Fortaleza para gravar as cenas abertas no festival Ceará Music. Só que, devido aos atrasos, entramos com o sol nascendo. E agora? Como juntar as duas imagens? Novo roteiro e um final emocionante. Só faltou deixar claro que aquela galera estava pulando conosco às 7 da manhã!!!

Agora é Moda. Direção: Thiago Akira e Zé Renato. 2009

Nosso primeiro clipe virtual, criado pela CheeseBread, de Belo Horizonte, responsável pela animação. Só deu trabalho para mim e para o Rogério Flausino gravar umas poucas imagens. Bom humor e ótimo traço para a música eterna de Rita Lee e Lee Marcucci.

É Dia de Comemorar. Direção: Carlos Coelho. 2011

O clipe mais recente do Biquini Cavadão foi gravado no réveillon de 2011, na praia de Iracema, em Fortaleza, para mais de 1 milhão de pessoas e traduz com excelência o que é a agitação e o pique de um show do Biquini. Carlos Coelho foi novamente o diretor, brincando com realidade e metalinguagem. É o clipe que foi gravado, mas retrata a filmagem feita pelo fã que colocou no Youtube e que volta ao clipe numa passagem onde o som da música transita entre a versão de estúdio e o grito da galera ao vivo.

Carregando...