Lindsay Lohan perde liberdade condicional e pode ser presa

Uma juíza revogou esta quarta-feira a liberdade condicional de que gozava a atriz Lindsay Lohan, que poderá ser presa por ter mentido à polícia com relação a um acidente de carro em junho.

Jane Godfrey, comissária da Suprema Corte de Los Angeles, marcou outra audiência para 15 de fevereiro, quando determinará se a atriz, que não foi à audiência, violou os termos de sua condicional. Neste caso, ela poderá voltar à prisão.

"A liberdade condicional foi revogada. Fixe-se uma audiência sobre a violação da liberdade condicional (...) em 15 de janeiro de 2013", disse a comissária.

Esperava-se que Lohan perdesse a condicional, após ter sido indiciada no mês passado por uma colisão causada por ela na Califórnia. As acusações foram divulgadas em Los Angeles, curiosamente no mesmo dia em que Lohan foi detida por agressão em uma boate de Nova York.

A jovem atriz foi indiciada por três acusações de crimes menores por mentir à polícia ao afirmar que não estava na direção do seu Porsche quando bateu contra um caminhão em junho em Santa Monica (oeste de Los Angeles).

O comunicado da polícia de Santa Monica diz que a investigação posterior mostrou "que Lohan era a motorista do Porsche quando aconteceu o acidente", em junho.

O porta-voz da polícia, Richard Lewis, informou que a atriz foi indiciada por resistir ou obstruir um oficial de polícia, dar falso testemunho e direção perigosa.

Estas acusações podem mandar Lohan para a prisão por violar a liberdade condicional da que gozava após ser condenada pelo roubo de um valioso colar em uma joalheria, em 2011.

Apesar da elogiada atuação em "Garotas Malvadas", durante a adolescência, a ex-estrela da Disney é mais conhecida pelos problemas com as drogas e suas passagens pela prisão do que por seu trabalho.

Carregando...

YAHOO CELEBRIDADES NO FACEBOOK

Enquete
Carregando...
Opções de escolha da enquete