'Tudo o que eu não te disse', um filme de Fernando Ceylão

RIO - Ator e roteirista, Fernando Ceylão é craque pioneiro da nova cena do Stand Up Comedy no país e já se apresentou em inglês em clubes de Nova York. Tarado por comédia, abordou Woody Allen na saída de seu show e viajou ao interior da América para ver Jerry Seinfeld.

Ano passado fez seu primeiro longa como ator, 'O Homem do Futuro', com Wagner Moura. Descoberto aos 19 anos por Guel Arraes, escreveu o 'Brasil Legal', de Regina Casé. Atualmente faz, para a TV, o 'Sentado e em Pé', versão do Primo Rico e Primo Pobre, no Zorra Total. Chamado para estrear esta seção, entregou em menos de dez dias uma pequena superprodução: 'Tudo o que eu não te disse', filme mudo que aproveita a onda de 'O artista'.

- Francis Ford Coppola disse que o cinema só será arte quando uma dona de casa puder realizar um filme. Talvez esse seja um argumento discutível, mas, seja como for, é disso que estamos falando ao fazer um filme com uma equipe de duas pessoas. A tecnologia é o mecenas, o que é bom, mas também ruim: a falta de comunicação que estabelece, o que tem a ver com o conceito de mudez. Uma geração que não vive, só registra. Que anda pelas ruas e às vezes se cruza sem se ver e só se vê na tela. Tipo minha namorada, que não sai do iPhone. O filme é sobre essa angústia. que não sai do iPhone...

Carregando...
 

ÚLTIMOS VIDEOS